Cursos Online de Programação

10 Dicas para Começar na Carreira de Programador

Quer se tornar um programador? Assista essa entrevista e confira 10 dicas para começar a carreira de programador. Clique e Assista.

Transcrição

Olá leitores e acompanhantes daqui do nosso canal do YouTube da Escola Freelancer! Seja muito bem vindo a mais uma entrevista. Aqui nós vamos compartilhar dicas e várias sacadas para quem quer iniciar a carreira de programador freelancer.

Essa é uma das entrevistas mais esperadas do nosso canal, porque muitas pessoas querem iniciar a carreira de programação, querem dar os primeiros passos, mas são como eu, não têm qualquer conhecimento em programação e não sabem exatamente como começar. Por mais informações que exista na internet, muitas das vezes é difícil começar a trabalhar numa determinada área.

E eu trouxe aqui para falar no nosso canal do YouTube, o Harlley Oliveira, um grande especialista em programação e que está mais que habituado em ensinar pessoas como eu e muito possivelmente como você, que não tem qualquer conhecimento em programação e querem dar os primeiros passos.

Harlley muito bem vindo aqui na nossa canal no YouTube.

Como uma pessoa leiga aprende a programar

Primeiramente obrigado pelo convite de estar conversando aí com a sua audiência. Eu quero trazer aí algumas dicas para o pessoal que não sabe absolutamente nada e quer começar a carreira de programador.

Programador freelancer é muito comum, inclusive no mundo inteiro. Os programadores do Brasil costumam prestar muitos serviços para fora do Brasil, como Estados Unidos e Europa.

Muitas pessoas querem começar trabalhar com programação. Além de ser muito procurada, é também uma grande saída profissional, seja no momento em que se fala muito de crise, e que alguns vão começar a sentir dificuldade para se conseguir algum emprego, a área de programação continua a ter uma vasta aceitação no mercado.

Isso aí é algo extremamente importante e obviamente nós temos aqui no título da nossa entrevista que é, 10 passos para iniciar a carreira de programador freelancer, no entanto pode ser, 10 passos para iniciar a carreira de programador apenas.

Você obrigatoriamente não tem que ser freelancer, não precisa trabalhar como freelancer para isso. Então, colocando aqui por parte, vamos ter agora uma entrevista com 10 passos para quem quer iniciar na programação, no entanto aqui em baixo se tiver vendo no YouTube ou no texto estiver a ver no blog trata-se de um link para algumas vídeo aulas gratuitas que o Harlley tem, onde ele ensina também a dar ai os primeiros passos na programação, depois mais à frente se quiser aprofundar seu conhecimento, ai sim temos que entrar na turma do Harlley.

Então, vamos lá vamos começar aqui por esses 10 passos. Vamos para o primeiro, para quem quer começar então na área de programação, se a minha mãe quiser começar na área de programação, qual a primeira coisa que ela teria que fazer?

O que é programação

Antes de falar sobre essas 10 dicas eu vou deixar um pouco claro o que é programação. Às vezes o pessoal sabe fazer site HTML e CSS, sabe ali colocar WordPress no ar, trocar o plug-in, tudo isso não é programação, programação é você usar uma linguagem de programação para resolver problemas ou automatizar tarefas. Então, você precisa aí da linguagem.

HTML apesar de ser código, CSS também ser código, eles não são considerados linguagem de programação. WordPress por outro lado ele é um sistema bem completo de gerenciamento de conteúdo que foi criado com uma linguagem de programação, no caso, o nosso famoso PHP.

Eu coloquei um roteiro do meu lado aqui de vez em quando eu vou olhar aqui só para eu não me perder.

Aprender Programação exige concentração

O primeiro passo antes de qualquer coisa, é importante pessoal ficar atento a parte de concentração. Hoje em dia está todo mundo muito conectado, WhatsApp, ficar respondendo mensagem no Facebook, isso aí pode te atrapalhar no começo. No começo e até quando você virar profissional mesmo.

Então é muito importante você aprender a se concentrar para ser um bom programador. Eu vou te dar só um exemplo aqui. Não sei se vocês já pararam para perceber que quando você está fazendo várias coisas ao mesmo tempo, estou no Facebook, estou no WhatsApp você é muito mais suscetível a errar, por exemplo, você está respondendo um e-mail é muito mais fácil você errar uma pontuação, escrever uma palavra errada, porque você está desconcentrado você não está concentrado e na programação quando você envia algum e-mail com problemas de ortografia, algum typo, no caso, não tem problema que quem está do outro lado é uma pessoa e ela vai entender a sua mensagem.

No caso do computador não, se você esquecer uma vírgula ele não vai te entender e vai te mostrar uma mensagem na tela, então o principal ponto essa primeira dica seria, aprenda a se concentrar.

Quando for estudar programação, coloca o fone de ouvido com uma música clássica, fecha a porta alguma coisa, para você se concentrar naquilo no seu conteúdo que você está aprendendo e não código que você está escrevendo, Então, essa aí foi a primeira dica.

Muito bacana, muito bacana até porque como eu disse eu sou leigo de programação não entendo nada de programação, o máximo que eu sei fazer é o meu login no painel do wordepress, escrever os meus textos e quando for para montar sites, eu delego essas tarefas. Mas a verdade é que às vezes basta uma simples vírgula, uma simples letra, para que o resto todo não funciona.

Parte de um foco e acaba por serem tão extremamente importante. Está aqui o primeiro conselho então, se você quer aprender a programação, vai ter que trabalhar também com a sua concentração o seu foco na frente do computador. Vamos para o próximo passo o Harlley.

Aprender a programar significa escrever código

O segundo passo aí, deixar bem claro que estudar programação significa escrever código. Eu vejo muita gente que é iniciante fica lendo livro, fica vendo vídeo, mas não escreve código. Então a primeira dica aí comece escrevendo código desde o primeiro dia, tem lá um famoso hello world eles falam, que seria código mais simples para estar iniciando em determinada linguagem.

Então desde o primeiro dia comece a escrever código. Programação é uma habilidade como se fosse tocar um instrumento musical, um piano, um violão, é muito parecido com a ideia de aprender uma língua nova um inglês, francês, espanhol então, é preciso você estar praticando, só você ler livro e assistir vídeo e ler livro, não vai te fazer programador, é preciso praticar, essa aí foi a minha segunda dica.

Como escrever primeiras linhas de código

Então só para deixar bem claro. Se a pessoa quiser começar a praticar a fazer isso aí é essa dica de um hello world com quais formas ela pode começar as suas primeiras linhas de código?

Eu indico que ela comece com uma plataforma simples, que ela não precise instalar coisa demais no computador, porque isso pode dar alguma incompatibilidade, isso pode atrapalhar que ela comece logo.

Então, tem aí alguns sites gratuitos inclusive Codecademy é o mais famoso que lá você entra tem os tutoriais você não precisa instalar nada é tudo feito pelo browser mesmo então minha dica seria isso aí, não se preocupe em instalar coisas demais.

Às vezes o pessoal quer começar a programar com Java, por exemplo, tem que instalar SDK, baixar um monte de coisa, precisa atualizar o Windows inteiro então, não começa por aí, começa online com Codecademy, no caso.

Por exemplo do meu curso a plataforma é toda online. O aluno não vai ter em momento nenhum dor de cabeça para instalar, porque é diferente você está o software é diferente do Windows, Linux, Mac, e isso costuma dar dor de cabeça e o aluno acaba desistindo logo no início.

Então, o objetivo aqui é tirar o máximo de barreiras, de objeções que possam existir para partir logo para ação, muito bacana Harlley, vamos para o terceiro passo.

Aprender a programar exige persistência

Terceira dica é: Você vai querer desistir. A programação, principalmente bem lá no início, tem uma curva de aprendizado, que é igual eu falei, se você esquecer uma vírgula, o seu programa não funciona.

Então, é normal você querer desistir. O ser humano está programado desde lá da pré-história, a querer o conforto, não sair da zona de conforto dele. Se você está fazendo uma coisa que você faz, faz, e dá erro, dá erro, dá erro, você acha que aquilo ali não é para você, mas quem passa dessa fase é o pessoal que consegue virar um programador profissional mesmo.

Você vai querer desistir. Eu acompanho alunos meus diariamente querendo desistir. Aí eu estou aqui para dar uma força para o pessoal e ajudar ele a não desistirem.

Depois que passa deste ponto, aí fica divertido, porque o pessoal realmente ver que é possível criar pequenos programas, a pessoa mostra para os pais, namoradas e esposas o resultado daquilo e é muito legal. Para não desistir tem que ter persistência e saber que no início, bem no início é complicado mesmo.

É muito frustrante, como eu disse a minha experiência nula mas muitas vezes eu experimento instalar alguns plug-ins eu sei que isso não é programação, mas é o mais próximo de mexer em sites que eu consigo fazer e muitas vezes eu instalo plug-in e depois o site deixa de funcionar e depois é uma frustração e realmente necessário ser bastante persistente, porque não está aqui faz isso e ficará ok, é sempre um pouco mais complexo do que é isso aí, eu próprio já estou me sentindo tentado a começar programar as minhas primeiras linhas, mas vamos lá Harlley, vamos aqui para o quarto passo.

Aprenda a programar com conteúdo estruturado

O quarto passo é: Procure conteúdo estruturado. O que que é isso? Na internet tem muito conteúdo sobre programação, só que tem muita coisa desatualizada, tem muita coisa que é não funciona mais, então é importante você procurar o conteúdo estruturado. Ou um curso ou um livro, o livro também é bom, ou e-book no caso, ou físico mesmo então, é sempre importante ter um conteúdo estruturado para você seguir o passo a passo

No caso que eu dei a dica, Codecamedy é bom, é um bom começo aí ele tem o passo a passo, o exercício é bem legal. O meu curso também está bem estruturado, são 12 módulos e o pessoal começa do início assim sem saber do zero absoluto mesmo e aí à medida que ele vai avançando nos módulos ele vai juntando por exemplo, módulo, por exemplo, modulo 2 ele pega o que ele aprendeu no módulo 1 e 2, do módulo 3 ele usa o que ele aprendeu no 1, 2 e 3, tem toda essa preocupação então é muito importante você pegar o conteúdo estruturado.

Não fica só pesquisando na internet tutoriais não, copia e cola o pessoal tem muito disso “ah, quero fazer enviar uma imagem para o Facebook” por exemplo, aí pesquisa lá no Google acha os tutoriais copia e cola o código, outra coisa, copiar e colar código não é programar.

Pode ser uma ajuda, mas obviamente ninguém será um programador copiando e colando, senão essa forma qualquer um teria que não haveria programadores aí no mercado, não é?

Exatamente.

Harlley, vamos lá então para o nosso quinto passo.

Aprenda a programar com ajuda de mentores

O quinto passo, tenha mentores. É bem importante ter programadores mais experientes à sua disposição, desde que o parente, primo, alguém que já esteja na área te dê as dicas mesmo, dica do livro, dica de curso isso é bem importante ter ai a figura do mentor.

No caso se você não tiver ninguém na família para ser o mentor, que trabalhe na área, você pode procurar alguém na internet, às vezes os bons programadores eles têm alguns blogs, às vezes você acompanha algum cara que escreve sobre tecnologia você manda um e-mail para ele na cara de pau mesmo, “ó, quer ser meu mentor?”

É assim que o pessoal geralmente consegue. No caso no meu curso aí eu tenho este papel de mentor, tenho os alunos e qualquer dúvida eu estou ali para ajudar o pessoal e ajudar não só no código, igual eu falei no início, ajudar também na motivação é normal no início o pessoal queria desistir então o mentor tem esse papel também de ajudar você a persistir. Então, a figura e das mentores é bem importante.

Eu até na minha própria carreira eu também tive alguns mentores e realmente eles ajudaram principalmente a trabalhar na internet no início. Paulo Faustino teve um papel importante na minha carreira, porque eu ao fim de alguns meses ficava frustrado e dizia, pô, dizem que é fácil, mas ninguém clica nos meus anúncios, isso não dá dinheiro, vou desistir, não quero.

E eu soube realmente me manter focado no meu objetivo, porquê eu sabia que com o passar do tempo a tendência era que rentabilizasse se o site cada vez mais como acontece aí na programação, tu enquanto mentor sabe o cara vai errar que vai errar, dar problema, mas se eu seguir aí na persistência, bem acompanhando, mais tarde ou mais cedo poderá então ganhar algum dinheiro com programação e quem sabe viver até da própria programação.

Mostre seus programas para o mundo

Exatamente. Agora vamos para o próximo passo. Desde o início pode ser o programa mais simples que tiver você está escrevendo um código aí já achou um livro de qualidade, um curso, já está escrevendo código, desde o início você mostrar para o mundo o que você criou.

Então, no caso, eu sou especialista mais na parte web, é mais fácil ainda, você cria um programinha simples, pode ser que envia uma mensagem de tempos em tempos para te lembrar de dar comida para o cachorro, coisa simples, mas você pega esse programinha é pública e coloca ele disponível online para as pessoas conhecerem o que você conseguiu fazer.

Com o conhecimento naquele momento, não se preocupe se o programa é feio, se ele não tem um visual legal, se ele é simples, se ele tem erro, não se preocupe, publique esses seus primeiros programas. Isso aí acaba virando para quem é da área, quem é freelancer aí sabe importância do portfólio.

Portfólio é o que o cara fez como freelancer. Programador também, não importa muito aonde você estudou, os títulos que você tem, certificados, o importante é o que você fez com o que você conhece. Então, essa ideia de colocar os seus programas no mundo ai e publicar é bem importante.

E quem sabe não surge uma oportunidade também de negócio extra, algum projeto que possa depois gerar interesse enfim, as vezes só colocando no ar é que nós sabemos a sorte que temos ou não, para fazermos as coisas.

Crie um blog enquanto estiver aprendendo a programar

Exatamente. Complementando isso aí, seria legal também para o iniciante criar um blog também, ele está bem no início, está aprendendo, ele pode postar no blog, eu fiz esse programinha tal que você vai acessar nesse link, eu usei tais e tais tecnologias, Isso aí com certeza lá na frente vai trazer oportunidade de excelentes de emprego para ele, porque a gente sabe que é o Google demora um pouco para indexar então, a medida em que ele foi inserido e vai ficando melhor cada vez mais, isso vai ser indexado vai trazer oportunidade para ele. Ok?

É, é, exatamente. Ok. Vamos para o próximo passo para quem quer ser programador.

Publique seu código no Github

Agora eu falei do programa rodando, né. Agora importante também, que o mundo veja os códigos que você escreve, qual que é a diferença do código para o programa? O programa está lá no ar o pessoal acessado ponto de vista do usuário, mas ninguém consegue ver o código ali por trás, pode ver no máximo HTML ou CSS e Java Script no caso, mas o PHP ou Java, ou o ruby, o que tiver ali atrás ele não vai ver. Então, uma forma que o pessoal usa muito que seria o portfólio do programador, é uma rede social que ela se chama github, não sei se vocês já ouviram falar.

Hoje em dia é praticamente obrigatório. O que é o Github? Você cria um programa e você publica no servidor. Isso aí está claro para todo mundo, só que o código que origina esse programa, você pode publicar ele também então, o pessoal vai acessar o github.com no caso, e eles conseguem, o pessoal tem um perfil como se fosse Facebook, aí você acessa, tem a fotinho lá e tem todos os programas que essa pessoa já escreveu, seria como se fosse um Dribbble.

Dribbble é uma rede social mais para designer, que tem lá o trabalho dos designers, é como se fosse um dribbble para programador. Então, essa ideia de deixar que o mundo veja o que você está escrevendo, o código que você está escrevendo é bem importante, a dica é publique desde o início o seu código no Github.

Porque assim algumas pessoas também além de ficar com o histórico, algumas pessoas podem ajudar, não é? Dar alguns conselhos, a pessoa mais experiente podem também, não sei se funciona dessa forma, às vezes o programadores que estão iniciando pensam ao contrário, ah, não vou mostrar o meu código, depois podem copiar, eu tenho vergonha de mostrar os meus erros, pode ser benéfico para evolução também para a evolução do programador.

Isso ela é uma ferramenta que inclusive tem as funcionalidades lá que permitem que a outra pessoa veja o seu código e aplique um comentário naquela linha específica de código, ó, esse aqui você podia ter feito assim, assado, isso vai te ajudar muito a aprender, Então, sempre que a gente está aprender alguma coisa você tem que ser humilde mesmo, não tem que ter vergonha do pessoal te ajudar ou te criticar também, tem que ter a cabeça aberta para isso

Leia código fonte de outros programadores

Isso, oitavo passo já. Ainda continuando na ideia do Github é, leia código dos outros então, você vai publicar o seu código para o pessoal ter acesso, mas o Github também tem vários, lá tem milhões de programadores que também publicam códigos.

É tudo aberto tem um pouco a ideia do software livre também. Então, você pode entrar nos repositório de código de outros programadores do mundo inteiro e ver como eles escreveram, pegar alguma técnica, vê boas práticas de programação. Então, esta ideia de ler, ler código também é muito boa. Igual a gente quando a gente está aprendendo português escrever quanto mais a gente lê o português, a gente lê livros, melhor a gente escreve, a ideia é exatamente a mesma coisa.

OK seguindo nessa linha aí. Então até agora nós temos até aqui os oito passos, muito na onda de foco, muito na onda de trocar ideias, não fechar para você aquilo que você sabe, partilhar com os outros para que os outros também possam lhe ajudar a evoluir. Harlley, vamos aqui então para o nosso nono Passo.

Programador precisa ser pragmático

O nono passo os programadores mais modernos, isso a gente costuma falar, exigir muito do pessoal que está começando assim. É ser pragmático, o que é ser pragmático? Ser um pouco que a gente já falou, o cara ser prático, ele não precisa querer ter o melhor código do mundo para depois colocar no Github, por exemplo.

Então, ele pode, ah, não, está rodando, é legal, tal, tem alguns bugs aqui mas pública, tem ser prático. Então, ele cria programa, para resolver o problema de alguém, a gente sabe que a gente nunca vai chegar à perfeição e isso é com o tempo mesmo, tem que ser mais prático mesmo, ah, não, eu tenho um problema para resolver eu vou resolver da forma mais rápida possível, por isso que a gente tem a noção das versões dos programas.

Então, todo programa aí tem a ideia de versão então, você pode lançar uma versão Alpha que o pessoal chama, é a versão mais crua que tem, que faz não da melhor forma possível e à medida que você vai lançando novas versões você vai melhorando o seu código.

Isso é bom é importante ter também na cabeça, que código sempre pode ser melhorado então, não caia na ilusão que você vai escrever um código perfeito, que não tem falha, não existe isso, a gente tem softwares escrito por programadores de grandes empresas, que investiram milhões e milhões e tem bug, tem falha de segurança, principalmente no início não se preocupe com isso.

A medida em que você vai se profissionalizando, criando programas para empresas, tal, e lógico que a questão de segurança é muito importante, mas no início não deixe que isso te segurar não, seja prático, crie um programa tosco mesmo, pública e deixa o pessoal acessar e melhorar, inclusive para você receber feedback também, não só dá ideia, se ela é funcional se ela resolve realmente um problema, mas também para ir melhorando o seu código.

Carreira de Programador

Programador deve trabalhar em comunidade

E dá para ver então até aqui, quem o programador vive muito do trabalho em comunidade. O que acontece muitas vezes até o próprio freelancer que está em casa, que não tem possibilidade de trocar ideias com ninguém, não está em uma empresa, ele então na área de programação tem aqui uma área onde pode utilizar bastante formas, bastante site de ajudas, para ir melhorando a sua performance, isso é algo também muito relevante, porque há quem diga, ache vou começar como programador como?

Não tem ninguém que quer me ajudar, não tem ninguém perto de mim para me explicar. Bem, pelo o que o Harlley mostrou até agora, tem que se envolver na comunidade, tem que pedir ajuda, tem que ajudar para que a sua evolução também possa evoluir enquanto programador.

Isso é muito bacana, por exemplo, na área da relação onde eu atuo, isso praticamente não existe, ou seja, não há aquela troca de ideias, ah, olha aqui o meu texto como é que ele está ou eu vou corrigir o texto de outra pessoa, normalmente é mal visto, isso acaba sendo um problema para quem quer ser relator de freelancer e trabalhar em casa, por exemplo, porque vai conter sempre os mesmos erros e não vai ter quem o ajude a evoluir.

É bom saber que no caso da programação isso não acontece, e acaba sendo muito bacana até para quem está sozinho em casa e quer começar, sabe que não precisa de uma pessoa ao lado dele, basta ir atrás desses sites, que o Harlley disse, e terá aqui uma excelente ajuda para melhorar na área de programação.
Harlley, infelizmente vamos para o nosso décimo passo para quem quer iniciar na área de programação.

Curso de Programação Playcode

Tá ok. Vamos lá, para o décimo passo. O décimo passo é o que eu disse, procure um conteúdo estruturado então, até eu vou falar um pouco sobre o curso mesmo que eu já falei, que eu tenho um minicurso para pessoas que não sabe nada, ela entra lá tem a 6 vídeos aulas.

Tem um caso interessante que a minha esposa que ela não é da área, ela está fazendo este curso também e eu estou tendo a oportunidade de ver ao vivo, porque é online, eu estou tendo a oportunidade de ver um aluno aprendendo com o meu conteúdo, presencialmente aqui, que é a minha esposa no caso, eu estou acompanhando ela e ela está evoluindo muito.

Então, essa dica eu daria essa dica do curso mesmo, é um curso bem acessível eu procurei desde o início a falar mesmo, usar analogias. Então, eu tenho alunos que são advogados que eles conseguiram entender vários conceitos até mesmo complicados da computação, eu tenho alunos que são auditores fiscais, contadores, é pessoal que não tem nada a ver da área assim, mas eles viram a oportunidade de aprender programação e com isso usar na área de origem.

Programação para outras áreas profissionais

Então, esse curso não é só voltado para quem quer ser programador, mas quem já é designer e quer usar o conhecimento de programação para ser um designer diferenciado.

O marketing também, o pessoal de marketing digital principalmente, usa muito tecnologia então o conhecimento de programação pode tornar ele um cara diferenciado no marketing digital, é o que pessoal chama lá fora nos Estados Unidos, no Vale do Silício principalmente, a ideia do growth hacker no caso, é o cara que conhece muito de marketing e conhece também de tecnologia então, ele consegue criar soluções para viralizar, para atrair usuários.

Eu particularmente, hoje em dia eu trabalho muito no marketing, eu uso meu conhecimento de programação para melhorar para atrair clientes, viralizar conteúdo, isso aí para mim é uma mão na roda então, pessoas às vezes freelancers que já trabalham com marketing digital, aprender programação é um diferencial para ele eles, designers principalmente, web designer no caso.

Eu trabalhei como freelancer durante muito tempo e a maioria dos meus clientes eram designers. Eles pegavam, eles trabalhavam em casa como freelancer, só que ele chegavam vou na parte do PHP da integração do WordPress, eles terceirizavam o trabalho comigo. É um diferencial muito grande saber programar hoje em dia, principalmente nessas áreas que eu disse.

Carreira de Programação: Programação para freelancers

É uma formas que se complementar aquela que é uma das formas também do freelance ganhar mais dinheiro, não é, além de se valorizar no próprio mercado, porque um cliente que tenha que contratar um designer e um programador, prefere muitas vezes contratar um dois em um, uma pessoa que faça tudo, para ter menos trabalho ali para que ela também possa conhecer melhor a pessoa, confiar, etc., acaba sendo uma vantagem para a própria freelance. Só para abrir aqui um pouco a mente de quem não está vendo, estamos a falar aqui do curso do Harlley de custa 397, salvo o erro.

R$ 397. Então estamos falando sobre o retorno sobre investimento extremamente rápido, que ficará como conhecimento para o resto da vida, que trará retorno para o resto da vida. Então é importante pensar também um pouco mais, eu vou investir aqui r$ 397 pode fazer falta, eu sou freelance, não sei quando o cliente me paga, não sei quando é que eu vou ter cliente.

Está, mas você parcela aí em 10 vezes, R$ 40 por mês mais ou menos e consegue ter um curso, pelo custo de uma pizza por mês e poderá ajudar a ganhar mais dinheiro e quem sabe que não inicia uma carreira principalmente de programador freelancer e abandona um pouco a área que você está, nada se sabe mas aprendendo e tendo aqui alguma tutoria do Harlley, que é um profissional também que eu também aconselho bastante, você poderá então ai quem sabe, angariar mais clientes e cliente que paguei mais, isso também é muito importante.

Falta programadores no Brasil

Isso, exatamente. E complementando aí, o pessoal, a gente está com uma falta de mão-de-obra principalmente no Brasil, gigantesca de programador.

Eu trabalhei, eu tive uma empresa eu precisava contratar programador, eu não conseguia, é muito difícil a gente tinha que treinar o pessoal mais novo tal. Então, isso aí, e para as grandes empresas, fábricas de software, empresa de tecnologia está difícil contratar um programador elas pagando muito bem, imagina um pequeno empreendedor ou alguém que trabalha com marketing digital, o cara é menor, é mais difícil ainda contratar esses profissionais.

Então, às vezes inclusive para fazer um ajuste no carrinho de compras, num blog. Então, é um conhecimento, é uma habilidade, que eu acredito que possa ajudar muito essa galera aí do marketing, do freelancer, para complementar.

Então, não é seguir, só seguir uma carreira como programador, é ter uma habilidade que vai te ajudar, assim como a habilidade de escrever bem o português no caso, assim como a habilidade de saber falar e ler em inglês, que é uma habilidade muito importante hoje em dia, programação também está virando isso.

Movimento para universalizar o ensino de programação

Nos Estados Unidos tem um movimento muito grande para universalizar mesmo o ensino de programação, já tem escolas lá ensinando programação para o pessoal mais novo mesmo no colégio mesmo o pessoal de 10 12 anos já estão aprendendo a programar.

Então, é uma habilidade assim que eu acredito muito que vai ser universalizada mesmo, vai chegar um ponto que a gente vai aprender no colégio matemática português e programação.

Ok, Harlley, pronto já temos aqui cerca de 40 minutos de entrevista, já há bastante conteúdo aqui para quem quer aprender a programar.
Volto só reforçar quem quiser aprender mais sobre programação aqui embaixo ou ininteligível estiver vendo dentro do blog da Escola freelancer, vai ter o link para um minicurso que o Harlley disponibilizou gratuito para você conferir aí como é programar, os seus primeiros passos, e depois se quiser aprofundar, melhorar, conhecer mais, tem então, o curso do Harlley, eu também irei ver todos os módulos que estão presentes.

Depois o Harlley irá enviar alguns e-mails também explicando tudo, tudo, tudo, e qualquer dúvida tanto sobre o conteúdo do Harlley, como sobre o curso, podem deixar aqui um comentário em baixo no YouTube ou na escola freelance, que eu ou o Harlley, iremos responder para ajudar com as suas dúvidas.

Harlley, então, resta-me só em primeiro lugar muito obrigado, agradecer. Eu vou começar hoje mesmo assistir aí as suas aulas, vou começar aí a aprender a programar, espero daqui algum tempo poder também vender isso dentro dos meus serviços de escrita e de conteúdo eles estão na social mídia.

E muito obrigado então por estar aqui a compartilhar um pouco do teu conhecimento e do teu tempo.

Eu que agradeço muito obrigado pelo convite, muito obrigado por essa oportunidade de poder falar aí para sua audiência, valeu mesmo.

You might also like More from author

Comments