Cursos Online de Programação

Como Aprender a Programar

Nesse vídeo você vai aprender o que é programação, quanto ganha um programar e quais são os passos necessários para aprender programação. Confira.

Transcrição

Eu chamei o Harlley para gente conversar um pouquinho sobre programação, como aprender programação, o que é programação e também qual a melhor linguagem para você aprender programação. A gente vai conversar um pouquinho com o Harlley, mas antes eu queria que ele se apresentasse, contasse um pouco da história dele para a gente.

Estou na área de TI, nessa área de programação a mais ou menos 13 anos. Área de tecnologia mesmo tem mais do que isso, porque eu comecei como técnico de manutenção de micros, depois fui um pouco para parte de redes e depois migrei para programação. Então, experiência de tecnologia da informação provavelmente tenho aí uns 20 anos já.

Afinal, o que é programação de computadores?

E para quem que chegou aqui e ainda não sabe o que é programação, explica para a gente Harlley, resumidamente o que é programação.

Muitos alunos meus quando estão começando eles têm essa dúvida. A programação, eu costumo dizer, é a gente ensinar o computador a resolver problemas. O computador sozinho não faz nada, ele é uma máquina e eu costumo falar que ele é burro.

Então, o que a gente precisa?

A gente precisa ensinar ele a resolver problemas, automatizar tarefas, e para isso a gente usa uma linguagem de programação, porque o computador por si só ele só entende números binários, no caso, ele só entende a parte um e zero, que não caso do computador seria como ter energia ou não ter energia, fluxo de energia, seria até pulso elétrico alto ou baixo é isso o que o computador entende, só que ai a gente precisa, seria muito difícil a gente programar usando só onze zeros número binário, igual era lá nos primórdios da computação então, por isso que o pessoal começa a desenvolver linguagem de programação, que facilita muito a nossa comunicação com o computador.

Então, programar é o que? É você ensinar o computador resolver problemas automatizar tarefas usando uma linguagem de programação, essa linguagem de programação ela equipara muito a nossa linguagem, é linguagem humana para a gente não ter que ficar escrevendo ‘escovando bits’ igual o pessoal fala, não tem que precisar ficar escrevendo onze zeros lá, que é só linguagem que o computador entende no final das contas.

Eu também sou programador e eu lembro que quando eu aprendi a primeira vez HTML, quando eu tinha 12 anos e daí eu escrevi um pedaço de código no bloco de notas e salvei aquele arquivo, quando eu vi que eu podia transformar aquele código em algo bonito cheio de cores eu fiquei impressionado, para mim era como se eu tivesse fazendo mágica, e muito legal.

Meu primeiro código também foi HTML e acho que até o mais simples, porque eu até recomendo, para quem quer começar, começe por HTML, que você já vai vendo resultado ali, é uma coisa mais visual. Você vê que aquele código que você está escrevendo muita coisa inclusive em inglês, aquilo ali vira uma interface, uma página da internet.

O que é possível criar depois que aprender programação?

E o que é possível fazer com programação?

Na época que eu comecei basicamente eram sistemas usados em empresas. Isso eu comecei há 13 – 14 anos atrás mais ou menos. Hoje isso mudou muito, eu falo assim, hoje o presente nunca foi tão divertido você saber programar, porque você tem infinitas possibilidades.

Hoje a gente não tem só sistema de informação para empresas. Sistema de contabilidade, sistema financeiro, sistema bancário, hoje não é só mais isso. Quando você sabe programar, hoje você tem a possibilidade de desenvolver sistemas, aplicativos para o seu celular, tem a possibilidade de você escrever jogos para o seu celular ou até para o vídeo game mesmo. Hoje a gente tem ai, está para ser lançado ai o relógio da Apple, já tem relógio também com Android então, você consegue desenvolver sistemas para rodar num relógio, por exemplo, a gente já tem carros inteligentes a gente tem o carro do Google que ele já dirige sozinho.

Isso tudo é para o pessoal ter noção que o mundo, quando eu falo mundo assim, o mundo físico também está sendo programável, em muito pouco tempo você vai poder criar aplicativo para rodar no carro, por exemplo, no relógio, no smartphone então, antigamente você desenvolvia só para rodar no computador.

O smartphone é um computador, o relógio inteligente é um computador, televisão, tem muita televisão a smart Tv que eles falam ai já está bem popular então daqui um tempo, já é possível desenvolver aplicativo para TV, por exemplo, mas a tendência é que isso fique cada vez fique mais popular.

E o que eu tenho mais experiência é parte de desenvolvimento para internet, você consegue desenvolver um softwaree ai com HTML, CSS, PHP, e consegue publicar isso para ser acessível no mundo inteiro.

Então, a possibilidade é bem, bem grande. Tem a questão dos drones ai, que são aqueles helicópteros portáteis que você pode controlar com seu celular, hoje em dia ainda é muito comum você só controlar com celular, mas já tem vários projetos que você consegue programar esses drones para eles fazerem tarefas especificas.

Antigamente a gente programava só para manipular informação, sistema financeiro, era uma coisa bem limitada, hoje não, hoje você programa para realmente interagir com o mundo físico ou com sistema, com informação, desde tirar uma foto mudar a aparência dessa foto.

Está bem divertido ser programador hoje em dia. Você fica até meio, o e que é programador você fica até meio perdido assim, dá vontade de mexer com tudo, é muita coisa a disposição da gente.

Aprender programação

Qualquer pessoa pode aprender programação?

E qualquer um pode aprender programação, quem pode programar?

Eu levanto essa bandeira fortemente que qualquer pessoa pode aprender programação. Tenho um mito muito grande aí, que com o passar do tempo que a gente conseguiu quebrar, que programação é só coisa de nerd que você tem que ficar lá quatro anos na faculdade de computação, você tem que ser muito bom em matemática, tem que gostar muito.

Isso aí são vários mitos por causa da origem da computação, a computação era lá nos anos 70 ela no início ela era realmente só para empresas, à computação nasceu dentro das universidades então, realmente era algo bem específico.

Hoje em dia não, hoje é outro mundo. Então, lá nos Estados Unidos tem um movimento muito grande que quer popularizar a programação inclusive ensinando programação nas escolas. Então, hoje eu posso lhe dizer que programação é para quem quer aprender programação e tem a capacidade de isso basta ter um pouco de disciplina, de praticar, de correr atrás, de estudar, que hoje é possível.

O pessoal lá atrás criou os computadores eles criaram então, a gente tem tudo isso a nossa mão, a gente não precisa criar o computador a gente não precisa criar linguagem a gente não precisa criar tudo do zero, a gente tem muitas ferramentas à disposição, que a gente pode usar isso para criar inovação com isso.

A gente pode desenvolver para o Android, para o smartphone, a gente não precisa criar todas essas bibliotecas que fazem a comunicação com a câmera, com o microfone, com celular, nada disso porque isso aí a gente tem o SDK que isso já está disponível para a gente simplesmente usar como se fosse um lego mesmo.

E eu sempre falo assim, se você quiser aprender programação basta você aprender lógica de programação, que é uma forma de você saber como comunicar, como escrever programas para os computadores.

Legal Harlley, eu concordo com você, existem até pesquisas que estão sendo usadas nas escolas que as crianças que aprendem a programar elas começam a ter um desempenho melhor nas outras disciplinas também, como matemática, física.

Tudo começa a fazer sentido. Aquilo que você estuda você cria um programa para entender física e matemática fica muito mais simples assim, fica divertido no caso.

Você falando, eu lembrei a umas 3 semanas atrás, um amigo meu e inclusive ele me conheceu através de alguns vídeos que eu tenho no YouTube e tal, ele entrou em contato comigo, viu o meu projeto e tal e gostou ele entrou em contato comigo e queria conversar comigo, ele viu que eu era de BH ele estava aqui em BH ele é de Nova Zelândia, só que ele morou aqui durante um tempo um ano mais ou menos então ele sabe português e tal e aí a gente conversou a 3 semanas atrás eu encontrei com ele a gente bateu um papo.

Olha, para você ver como é, as possibilidades são grandes assim, ele é formado em geografia, ele fez um mestrado ou doutorado não me lembro bem, na área de geografia, só que a tese de doutorado dele é que existem várias línguas lá na Nova Zelândia, línguas indígenas que elas estão correndo risco de extinção, línguas aborígenes que eles falam.

Então, a tese de mestrado dele foi nesta área assim, que ele queria evitar que as línguas morressem, que a língua morre quando as pessoas param de falar, então, ele queria usar jogos para estimular as pessoas a continuarem usando a língua lá aborígene lá que estava prestes de extinção.

O que ele fez? Na tese de doutorado de mestrado dele, ele aprendeu a programar para criar os jogos, para ensinar essas línguas as crianças então, ele começou do zero, ele me explicando eu fiquei chocado assim, as possibilidades, ele era de uma área que não tem nada a ver com tecnologia que é geografia ele aprendeu a programar sozinho com ajuda da internet, ele criou os aplicativos que ajudavam a as crianças a terem esses contatos essas línguas que estavam prestes a sofrer extinção na Nova Zelândia.

Este é um exemplo, que eu novamente falo qualquer pessoa pode aprender programação e quanto mais de área diferente, quando eu falo programar, não significa, que igual no caso dele ele era professor de geografia, ele aprendeu a programar para usar na área de geografia dele.

Você é advogado você pode aprender programação, mas você não precisa largar a parte de direito, você pode usar o seu conhecimento com programação mais a de direito aí você vai criar a inovação de verdade, é isso que eu aperto muito essa tecla, quanto mais pessoas de áreas diferentes aprenderem programar a gente vai ser muito mais inovação.

Qual a melhor linguagem de programação para começar?

Qual que é a melhor linguagem para quem quer aprender programação?

Esta questão de linguagem de programação é bem, você é da área você sabe quem é bem polemico, o pessoal leva quase como se fosse uma religião mesmo, ah, java é melhor, PHP é melhor, não sei o quê, dotnet.

A princípio eu peço para o pessoal para focar para escolher uma linguagem e conhecer ela bem, ir a fundo com ela, eu particularmente eu estou indicando as linguagens de script, que são as linguagens que você não precisa compilar, ficar esperando. Então, tem o Python que é muito bom, tem gente usando o Python, em algumas universidades, têm o PHP que eu inclusive eu uso o PHP para ensinar programação, tem um ruby que é uma linguagem muito legal também bem tranquila sintaxe dela, mas eu não te diria assim, ah, tem a melhor linguagem.

O C é muito usado, a linguagem C é muito usada para na programação nas faculdades, eu acho que é a mais usada hoje em dia. Então, eu diria que tem uma melhor linguagem não, tipo assim, eu indico que, por exemplo, você vá aprender programação sozinho, eu digo que você já aproveite e pegue uma linguagem que tem uma documentação boa, se você não sabe inglês que tenha uma documentação boa em português, no caso, para você conseguir ter mais autonomia para aprender.

Eu, por exemplo, na faculdade quando eu aprendi a minha primeira linguagem foi o Pascal, é uma linguagem que ajuda a sintaxe para aprender lógica e tal, só que é uma linguagem que se você for aprender ela hoje para aprender lógica de programação.

Então eu sou um pouco contra isso, eu acho que você pode aprender lógica de programação com uma linguagem mais útil que vai ser usada, que é usada no mercado de trabalho, então, você já faz as duas coisas ao mesmo tempo, você aprende a lógica, aprende a linguagem usada no mercado e depois você já pode usar isso para desenvolver um software, arrumar um emprego, porque senão você vai aprender o Pascal e depois vai ter que ter que aprender uma segunda linguagem, não que isso seja ruim, você também é da área você sabe, quanto mais linguagem de programação você aprender é melhor. Por exemplo, nesses anos que eu trabalho na área eu sei aprendi várias, aprendi por obrigação porque a empresa usava e eu tinha que aprender, aprendi algumas porque eu queria e achava legal e corria atrás.

Então, é bem isso aí, na faculdade lá eu aprendi o Pascal a gente aprender o Java também, para aprender orientação a objetos só que quando eu estava na faculdade eu consegui um emprego na empresa de tecnologia e eu descobri que o pessoal lá usava o ASP, o ASP 3.0, bem antiga essa tecnologia, que o ASP lá no fundo ele usava vbscript, então, não era nem o visual basic não, era um vbscript.

Eu vi a oportunidade para eu trabalhar o primeiro contato para eu trabalhar era aprender o vbscript, eu corri atrás, eu perguntei para alguns colegas meus da faculdade, o pessoal eu sabia que eles usavam o ASP, pedi indicação de livros e corri atrás, como eu já sabia o Pascal a lógica usando Pascal rapidamente eu aprendi o vbscript para usar junto com APS lá.

Então, minha dica é, não tem melhor linguagem mas a dica que eu dou é, tem as linguagens que você pode aprender a lógica aprendendo com a linguagem que é de mercado então, fica simples assim, você não tem que aprender duas vezes, vamos aprender uma vez só e já tenta agilizar o seu trabalho. Mas novamente, quanto mais linguagem, a partir do momento que você aprendeu a lógica aprendeu uma linguagem muito bem aí já é hora de você partir para outra linguagens, quanto mais linguagens melhor.

Qual a média salarial de um programador?

Eu concordo com você Harlley. E assim vamos falar um pouco agora tá a profissão de programador. Você acredita que seja uma boa profissão? Quanto em média ganha um programador, como que é?

E eu sou até meio suspeito, que eu gosto muito foi uma área que eu realmente escolhi trabalhar, não foi por causa de indicação de parente, nada, eu inclusive entrei na faculdade eu já tinha uns vinte e poucos anos então, não foi sair do segundo grau e vai para faculdade não, eu dei um tempo assim, se eu tivesse ido direto do ensino médio para faculdade provavelmente eu teria feito contabilidade, porque o meu ensino médio foi ensino técnico em contabilidade então, eu esperei um tempo tal e fui então, eu gosto muito da profissão.

Hoje em dia a demanda por profissional a gigantesca, não tem, as empresas estão com dificuldades para encontrar a gente para trabalhar é muita vaga, está sobrando vaga realmente. Questão de salário, salário é geralmente para quem está iniciando aí se a pessoa é nível superior, mas é iniciante, a média salarial que eu tenho visto aí no mercado gira em torno de 1200 a 1500 para pessoa bem Júnior mesmo, ela está na faculdade ainda e já conseguiu o primeiro emprego como programador Júnior, por exemplo, então 1200, 2000 mil é a média que eu tenho visto aí.

Pode ser também a questão do cara ser programador Júnior ou estagiário, mas de ensino técnico então, talvez ele ganha um pouco menos aí fazendo o estágio em ensino técnico, mas imagina só, eu já dei aula ensino técnico segundo grau técnico, inclusive aula de PHP e eu tinha alunos lá que tinham 17 anos e já estavam ganhando no estágio R$ 800 então, eles moravam com os pais então, era um dinheiro que eles tinham ali para… e trabalhavam só 6 horas, eram um dinheiro ali que eles tinham para sair mesmo, para curtir.

Varia muito isso aí para quem está começando, bem no início mesmo assim estagiário programador Júnior, Júnior, Júnior, média salarial programador iniciante aí já com uma certa experiência 3, 4000 mil, 5000 mil, já está assim, é uma média assim, isso CLT carteira assinada.

Tem muitas empresas que contratam pessoas jurídicas Então, não é carteira assinada, mas pessoa jurídica, aí você consegue ir para 8, 10 mi, 12 mil, fácil assim. Em São Paulo, em São Paulo o salário costuma ser um pouco melhor, em BH também se for mais ou menos essa média pessoa jurídica.

Eu já recebi no meu e-mail na época, que eu já estava empreendendo, não me interessava arrumar um emprego na época, mas eu já recebi no meu e-mail emprego para trabalhar em casa para desenvolver softwares para empresa de fora, uma empresa canadense, se eu não me engano na época que o salário era R$ 20000 convertendo tudo era R$ 20000 para eu trabalhar em casa desenvolvendo software para empresa internacional.

Então, varia muito essa faixa salarial, é de 1.200 até infinitos eu diria, mas 20.000 eu já vi vaga real. Colega meu, “você não topa pegar essa vaga e não?” ai na época não dava, porque eu tinha empresa.

Mas isso aí só para o pessoal ficar um pouco animado, eu diria assim, você aprendeu a programar lógica tal, não vai, de início não vai pelo salário, vai por experiência, ah, o salário é um salário mínimo, beleza, vai, rapidamente você vai pegar experiência ali, e se o seu chefe gostou do seu trabalho rapidamente você vai conseguir um aumento aí, ou você vai conseguir outro emprego.

Para quem está começando eu falo, não esquenta a cabeça com salário, ou você que está começando que está numa faculdade ou está aprendendo a programar sozinho com ajuda da internet, mas é possível ganhar uma grana boa aí entre… isso para quem já tem uma certa experiência, mas dá para ganhar uma grana boa aí.

É verdade, a profissão é bem recompensadora realmente, tem tudo para dar certo quem está começando nessa área, é só investir, ter paciência, estudar bastante, ir atrás dos seus sonhos.

Exatamente é legal que você pode escolher, você pode, igual você falou, são muitas áreas para trabalhar então, você pode quem está iniciante seria legal ir para uma fábrica de software, que o cara vai encontrar vários problemas para serem resolvidos, você vai ter muita gente mais experiente que ele lá.

Então, mesmo que ele esteja ganhando muito pouco se ele consegue um estágio ou um emprego de programador Júnior numa fábrica de software, ele vai trabalhar muito no início tal, fábrica de software no geral não paga tão bem assim para quem está começando, mas vai aprender muito.

Eu mesmo eu comecei o meu primeiro emprego assim numa empresa de tecnologia, foi como estagiário em uma empresa de tecnologia e depois rapidamente eu fui para uma fábrica de software, foi a época que eu aprendi mais, que era muitos projetos diferentes, tinha que atender o cliente, desde clientes pequenos até clientes gigantescos, eu já desenvolvi software na época era Telemar agora é a Oi.

Já desenvolvi software, hoje em dia não é comum, mas eu já desenvolvi software para controlar aquelas mensagens que tinha antigamente que aparecia no orelhão, eu não sei se você lembra, tinha orelha aí tinha umas mensagens ficava aparecendo ali. Então, eu já peguei projeto, trabalhei em projetos como esse assim. Então, isso para aprendizado é muito, muito importante.

Quais os tipos de empresa que contratam programadores?

E você já começou a falar um pouquinho das empresas, que tipo de empresa quem programa pode trabalhar? E também é possível trabalhar em casa, como é que é?

É tem a questão, igual eu falei, eu dei um exemplo que a fábrica de software, o que é uma fábrica de software?

Para quem não sabe, é uma empresa que terceiriza desenvolvimento de software, Então a gente tem lá, eu dei um exemplo, tem uma empresa de telecomunicações, por exemplo, ela pode escolher essa empresa o negócio dela não tecnologia da informação, o negócio de uma OI da vida, de uma TIM, é telecomunicação então, ela pode ter uma equipe dentro, uma equipe de desenvolvimento de software dentro da própria empresa ou ela pode terceirizar isso e esse serviço geralmente ele é terceirizado por uma fábrica de software.

Grandes empresas contratam essas fábricas de software para desenvolver ‘N’ tipo de softwares esse é um dos tipos. Agências de design, publicidade contratam muito programador, às vezes tem o hotsite, uma campanha de publicidade, eles precisam contratar, desenvolver um site ou às vezes um aplicativo para o celular então, é muito comum, é uma possibilidade trabalhar em uma agência.

Você pode trabalhar direto na empresa então, tem uma empresa que não tem nada a ver com tecnologia, mas tem área administrativa dela lá que tem os aplicativos bem específicos, para sei lá, empresa de agricultura, por exemplo, então, você pode desenvolver, pode trabalhar dentro da empresa que tem mais essa parte agrícola e desenvolver softwares.

Eu tive um amigo que ele trabalhava numa empresa, na época ele trabalhava na Petrobras ele desenvolvia sistema para controle de plataforma da Petrobras então, ele ficava tipo uma semana em terra na casa dele e uma semana no mar ele ia para o meio do mar e ficava uma semana lá então, ele ficava assim.

Então, é muita possibilidade, dá para você trabalhar em casa, desde você prestando serviços para empresas startup que são empresas de inovação, empresas iniciantes aí, eles costumam contratar programadores para trabalhar em casa , só que aí e eles contratam programadores mais experiente, que consegue desenvolver as ideias rapidamente.

Você pode ter o seu próprio negócio então você pode ah, vou me especializar em desenvolver softwares para comércio eletrônico então, você pode trabalhar em casa como freelance ou como contratado também, tem casos que eu conheço de gente que que tem carteira assinada, trabalha para uma empresa tudo e trabalha em casa então, essa questão de trabalhar em casa também bem… hoje em dia está cada vez, por causa dessa falta de programador as empresas estão começando a ficarem mais abertas a isso.

Claro que isso depende muito da maturidade do programador então, o programador para trabalhar em casa ele tem que ter disciplina, ele tem que saber o horário que ele começa a trabalhar, se ele está em casa, eu, por exemplo, eu trabalho em casa, mas não significa que eu trabalho a hora que eu quiser, eu tenho os meus horários então, tem essa questão de disciplina também.

Geralmente o pessoal que é programador pleno para Sênior, que ele se dá melhor trabalhando em casa, que ele já tem essa disciplina, ele já consegue resolver os problemas sozinho, não precisa tanto de ele ter alguém para ele pedir ajuda.

Como um programador Júnior geralmente que ele precisa ter alguém que ele peça ajuda, alguém que lhe dê as instruções para ele trabalhar. Então são essas empresas, agência de designer publicidade, fábrica de software no caso, startup, você pode ter a sua própria empresa de desenvolvimento de software, desenvolvimento de sites, a gama é muito grande.

É isso aí existem diversas possibilidades depende do perfil de cada um, o que cada um está buscando.

Para começar eu indicaria que teste vários tipos de emprego é bem legal assim, quando você está na faculdade você pode fazer estágio e estágio geralmente você tem essa maior liberdade. Você faz estágio de 6 meses então, a cada 6 meses eles renovam o contrato então você pode trabalhar 6 meses, 1 ano, numa fábrica de software, teve aquela experiência. Então, a uma faculdade tem 4 anos, por exemplo, então, depois de 6 meses você vai fazer estágio numa agencia de publicidade.

Eu dou essa dica para o pessoal que está fazendo estágio, está na faculdade, quanto mais empresas você trabalhar de tipos diferentes melhor para você.

Precisa fazer faculdade para aprender programação?

É uma boa dica Harlley. E uma pergunta agora um pouco polêmica. Você acredita que seja necessário fazer faculdade para aprender programação?

É essa pergunta polêmica, muito polêmica, Não, não é preciso, a faculdade é uma das formas que tem de você aprender programação, computação, dessa parte.

Então, a outra possibilidade você pode aprender numa faculdade, desde tem vários cursos também, isso aí gera muita dúvida também, engenharia da computação, ciência da computação, sistema da informação, tem os cursos tecnólogos que tem uma duração menor 3 anos, 2 anos e meio.

Então, todas são formas de aprender, tem o curso técnico também, colégio técnico então, você pode se a pessoa é nova ainda ela faz o segundo grau ensino médio, ela faz um colégio técnico então, é uma forma também de aprender programação.

Outra forma é aprender sozinho com ajuda da internet então, ela pode pegar material gratuito, vídeos e ir aprendendo também, geralmente a pessoa que tenta sozinho ela acaba quebrando muito a cabeça e acaba desistindo assim. Então, eu recomendo, mesmo que seja que você aprenda programação totalmente pela internet, de graça, material de graça, comprar livro, eu recomendo que você tenha alguém desde o primo, um parente, um tio, alguém que está na área, para te dar as instruções, “ah, estuda isso aqui”, para te dar uma ajuda assim.

Então, essas são as várias formas de aprender programação. Então, entre elas que eu citei tem a forma que não precisa faculdade, a faculdade como eu disse, é só uma das formas de aprender programação, tem a parte que colégio técnico, tem o curso de tecnólogo, tecnologia que é um pouco mais curto, é considerado o ensino superior só que tem menos tempo, tem vários sites também com vídeo aulas para aprender, as vídeo aulas no YouTube também.

Então, não, é não é preciso, apesar de ser polêmico, muita gente vai falar que precisa sim, não, não precisa de aprender, porque ele é um conhecimento prático, é o mesmo que eu te perguntar, para aprender inglês precisa de fazer Faculdade de Letras por exemplo?

Você vai me falar que não. Porque aprender um novo idioma é um aprendizado totalmente prático, é uma habilidade então, você pode aprender inglês sozinho através da internet, você aprender inglês fazendo um cursinho tradicional, você pode aprender inglês fazendo o curso pela internet então, é a mesma resposta que eu tenho para programação é essa, a mesma ideia de aprender um novo idioma, então você pode ah, vou fazer faculdade de letras para eu aprender o português e o inglês, o português e o espanhol então, a minha resposta é essa, não é preciso, mas eu também não falo ah, não vai fazer, porque é caro, porque é demorado, não, é uma das possibilidades.

A dica que eu daria ai, e para quem está principalmente na dúvida qual vai estudar, ah, faço computação ou direito, geralmente o jovem 16, 17 anos, está na dúvida, se você já pensou em fazer em ser programador o que você pode fazer antes de entrar na faculdade?

Teste, faça um teste drive de como programador, não precisa estudar os quatro anos, você faz um curso ou procura vídeo aulas, compra um livro de programação e aprende pelo menos o básico da profissão e para ver se você gosta mesmo “ah não, gostei, é legal então, vou me especializar, vou fazer a faculdade” isso se muita gente fizesse isso diminuiria muito o número de gente que desiste da faculdade de computação, eu não tenho os números aqui, mas é um número assim absurdo de gente que faz a computação, porque que está na mídia, é legal, trabalhar com tecnologia, mas aí ele vai e não gosta e desisti, tranca, faculdade ou troca de curso.

Então, se a pessoa pudesse ter esse contato com a programação antes de entrar na faculdade seria bem interessante e isso é um caso que em outras profissões você não consegue fazer isso, imagina só um dentista, ah, eu quero ser dentista, mas eu quero fazer um teste drive antes, isso é impossível, não existe isso, ninguém vai deixar você arrancar um dente dele sem você ter feito os 4 anos de faculdade, e na computação isso é possível, na programação isso é possível.

É possível aprender programação sozinho?

Exatamente. Legal essa dica Harlley de da pessoa pesquisar, dela procurar fazer um teste-drive antes de começar, também recomendo isso bastante no blog e como vocês viram não é necessário fazer faculdade para aprender programação. Mas isso não significa que você não pode fazer faculdade que também você esteja fazendo faculdade e queira aprender uma linguagem mais a fundo, buscar um curso de programação mais específico também é legal.

Eu tenho amigos que eles não têm faculdade de computação, eles aprenderam tudo por conta própria, eles começaram a dar cursos pela internet presencial. Eu tenho um amigo, que ele não tem faculdade, não tem nada, ele é um dos melhores profissionais de tecnologia em uma linguagem específica e já deu aula em pós-graduação também.

Então para você ver o que vale nesse mercado é experiência mesmo, é você ver “ah, não, gostei de programação, agora isso aqui vai ser a minha vida eu vou começar estudar, vou praticar todo dia, vou desenvolver aplicativos” aí você já vai muito longe assim, porque você já vai juntar uma coisa que você gosta com uma coisa que é a sua profissão, é possível trabalhar e gostar do que você trabalha com a computação por exemplo.

Qual o primeiro passo para aprender programação?

E para quem está assistindo este vídeo e quer aprender programação, tem algum caminho que você indica, como que essa pessoa deve fazer para aprender programação?

Tenho as questões, por exemplo, uma forma que o conhecimento costuma estar organizado, bem organizado para a pessoa começar, é através de livros então, você pode, só que não tem, não tem tantos dias disponíveis em português que ensinam lógica de programação bem isso é só inclusive, eu acho que é um furo do mercado brasileiro, eu pelo menos não conheço.

Talvez se o pessoal conhecer aí um livro muito bom que ensina lógica passo a passo, me fala aí, mas no geral, porque no geral os livros são escritos por programadores e os programadores por já saber programar é muito difícil desconectar, fala “ ah, eu vou escrever algo, um livro para uma pessoa que nunca programou” você acaba levando sua carga de conhecimento e às vezes exige algum conhecimento que a pessoa não tem e você não passou ali então, é isso, o livro que é o tradicional vídeos, vídeos eu indico fortemente, no YouTube tem um monte de vídeo, no caso eu tenho um mini curso, por exemplo, um minicurso com várias vídeo aulas, seria para pessoa começar seria uma possibilidade também acho e depois que você publicar este vídeo você poderia até colocar o link desse minicurso, que você tem o link aí para as pessoas, são seis vídeo aulas que ela começa ela não sabe absolutamente nada e ela entende o que é uma linguagem de programação, o que a internet, depois você posta o link para essas pessoas aí.

Exatamente, quem está assistindo esse vídeo eu vou colocar o link abaixo para você poder assistir essas 6 vídeo aulas gratuitamente, e daí eu vou te mandar por e-mail, você só precisa deixar o seu e-mail no link, só clicar e vai ser bem fácil.

Então as possibilidades são essas, livro, tem as vídeo aulas várias vídeo aulas no YouTube, o problema do YouTube que ele é um pouco desorganizado, tem vídeo aula demais assim, muita coisa boa muita coisa ruim, quem está começando a difícil saber o que é bom o que é ruim, por isso que eu tive ideia de organizar isso e um mini curso, então, gravei as vídeo aulas, organizei ali, ah, não, isso aqui é a pessoa que não sabe nada, nada, nada” então, eu dou um passo a passo mesmo para ela não ficar perdida no YouTube, o YouTube tem muito conteúdo bom, só que está muito desorganizado aí.

A outra forma que tem a faculdade eu também não falo assim Ah, não vai fazer faculdade não, faculdade é uma forma de aprender programação para quem quer começar, os cursos técnicos, algumas poucas cidades, imagino que em São Paulo deve ter.

Em BH tem curso técnico, que você pega o ensino médio que geralmente são três anos e você aprende tecnologia inclusive vários cursos aprende tudo nesses três anos, os cursos técnicos profissionalizantes também é uma dica legal aí, se quiser aprender programação, e desde indicação também, você conhece alguém que saiba programar, um amigo um parente tal pede a ele “ senta ai comigo uma hora, por exemplo, e me dar os passos o passo a passo, qual o livro que eu devo comprar, qual linguagem” é também uma forma de começar. Está, ok.

Curso de Programação Playcode

Legal. E o Harlley, para quem não conhece, ele tem um projeto chamado Playcode, que é muito bacana que ensina as pessoas a programar, não é isso Harlley?

Isso, exatamente. Vendo essa demanda do mercado, porque eu já tive empresa também com funcionários e tal então, eu já vi a demanda, o problema de falta de programador já vi em vários aspectos assim, desde a época em que eu era empregado ainda então, eu tinha os meus amigos a minha volta assim direto pessoal eu estou indo empresa, tinha muito o pessoal mudava muito de emprego então, isso eu via lá da minha cadeira como como empregado então, direto a gente recebi oferta, às vezes você estava trabalhando na empresa e você recebia, era literalmente assediado você recebi oferta para ir trabalhar em outra empresa.

Então, essa é uma perspectiva que eu já vi, já vi outra perspectiva também trabalhando como freelance então, chegou uma época que eu fazia freelance eu não dava conta de atender, que era tanta gente querendo trabalho freelance, que o pessoal não conseguia, que as empresas não conseguir a contratar os profissionais que trabalha lá então contratava freelance então, eu ficava atolado de tanta coisa para fazer trabalho freelance, trabalho em casa.

Eu também já vi a perspectiva de ter empresa e precisar contratar programador e demorar muito tempo, inclusive na época eu precisei, ah, não, está muito difícil de encontrar em BH, vamos abrir esse horizonte, vamos contratar o cara para trabalhar remoto, então foi as possibilidades assim.

Vendo esse problemão de demanda eu tive essa ideia de criar playcode, que é uma empresa que eu tenho agora, foi regularizado, que é uma empresa mesmo que a ideia é desenvolver material para ensinar programação para iniciantes então, o foco da Playcode é ensinar programação para quem nunca programou nada. Então, um dos produtos que eu tenho é esse mini curso gratuito, que você vai colocar o link aí, tem o curso mais completo depois.

Eu até indico que pessoal vê material gratuito primeiro, depois se gostar entre em contato comigo para ver esse material pago. E Playcode é isso, é criar material de qualidade, vídeos, não só em vídeos eu tenho projetos também para começar desenvolver livros também, mas tipo sempre focado no iniciante, o iniciante que é aquela pessoa mais jovem e quer realmente entrar nessa carreira e também eu tenho alunos que o cara já tem a carreira dele, já tem lá, está trabalhando há anos na empresa, área de direito, tem alunos por exemplo, que são auditores fiscais, por exemplo e ele quis aprender para aprender uma coisa nova, um hobby então, este é um outro perfil também.

Então, não é só quem quer começar a carreira não, é quem está na carreira, não quer largar essa carreira, mas quer aprender uma coisa nova que é a programação, por exemplo. E tem outro perfil também, que tem muitos alunos que a pessoa já está na carreira, já conhece bem ali, ele quer realmente trocar de carreira ou porque ele não gosta da carreira ou porque não está ganhando bem e ele quer mudar de carreira.

Então, Playcode foi criado pensando nisso, para ensinar programação para essa galera aí, de uma forma bem didática passo a passo. Eu costumo falar para o pessoal, eu tenho, todo vídeo que eu crio eu costumo testar esse vídeo, testar o vídeo como? A minha esposa que não sabe nada de programação eu gravei o vídeo está pronto, eu peço para ela sentar na cadeira e ela assistir as vídeo-aulas, assiste várias vezes para me dar a dica “ah, não entendi isso” ai eu vi que não está claro, aí ela vai lá me dando dica para deixar bem mastigadinho mesmo, o pessoal tem gostado muito, muito mesmo.

Legal Harlley, parabéns pela sua iniciativa. E essas eram as perguntas que eu tinha para te fazer, você quer fazer mais algum comentário?

Para finalizar aí eu queria dar tipo, incentivar mesmo o pessoal, primeiro esqueçam esse mito de que programação é muito difícil são vários mitos, programação é difícil, é só coisa de nerd, programação você precisa ser um gênio da matemática, a primeira coisa é isso esquece esses mitos para você tomar decisão, ah, não, isso tudo é mito e tal então eu quero programar, então é possível, primeira coisa é possível.

Qualquer pessoa independente da idade, 16, 13 anos, já vi gente que começou a programar com 13 anos, 50 anos, 60 anos, não importa a idade. Então, o negócio é você decidir ah, não, eu vou aprender programação então, você começa o passo a passo, começa a correr atrás de livro, material de qualidade, e tenha disciplina também, porque programação, você é da área você provavelmente vai concordar comigo, que exige muita disciplina para você estar sempre praticando.

No início muito difícil realmente assim, porque você às vezes esquece um ponto e vírgula e o programa não funciona, às vezes você não tem ninguém para te ajudar, mas aí quando você passa essa barreira inicial de sintaxe, de ponto e vírgula, fica divertido, porque você vai começar, igual eu costumo comparar muito com o aprendizado de uma linguagem diferente inglês, espanhol, russo, o que for, o início é bem complicado assim, mas depois que você passa essa barreira, que você ajuda material de qualidade o negócio começa a ficar divertido.

Então, a dica que eu dou é, é possível qualquer um programar e ter disciplina para você conseguir chegar aonde você quer ou o seu objetivo final pode ser arrumar um emprego, pode ser abrir uma empresa, pode ser criar um aplicativo, pode ser só como Hobby, ter disciplina e perseverança para aprender.

You might also like More from author

Comments